sexta-feira, 31 de outubro de 2014

A Movelar de Flores promove mais um grande feirão Ortobom


A Movelar em parceria com a ORTOBOM realiza mais um mega feirão ORTOBOM, de 03 a 08 de novembro, uma semana de mega promoção,

É hora de comprar seu colchão ORTOBOM em preço de fábrica e dividido em 10 vezes sem juros.
E você ainda concorre a uma moto 0km
Grupo cajá trazendo o melhor pra você! 
ASCOM Movelar

Igreja Assembleia de Deus - Ministério de Cumbica promove evento em Flores


Igreja Assembleia de Deus - Ministério de Cumbica promove em Flores, o 1º  Congresso da UFADEC, de 31 de outubro a 02 de novembro, o templo fica à rua José Gildo, 01, centro de Flores - PE, as atividades terão início sempre às 19h de cada dia e o convite é estendido à toda comunidade florense.

Cozinheira é atropelada por motorista distraído em Afogados da Ingazeira


Uma mulher foi vítima de um acidente de trânsito Rua José de Sá Maranhão, São Francisco, Afogados da Ingazeira-PE, na manhã dessa quinta-feira (30). 

Testemunhas informaram que o motorista José Nilson Lima Teotonio, 27 anos, residente no bairro Padre Pedro Pereira, Afogados da Ingazeira-PE transitava com o veículo Gol, cor branca, placa KJF 6280, quando atropelou a cozinheira Edjane Leite Barbosa, 31 anos, residente no mesmo bairro. O envolvido afirmou a polícia não ter visto a transeunte. 

A vítima foi socorrida para o Hospital Regional, e a ocorrência foi registrada na DP local para adoção das medidas cabíveis.

Detran promove leilão de 432 veículos em Vitória de Santo Antão, PE


Para reciclar peças automotivas, o Detran promove, nesta sexta-feira (31), o leilão de 31 automóveis e 401 motocicletas. O evento está sendo realizado no pátio da empresa Coliseum, na BR-232, em Vitória de Santo Antão, Mata Sul de Pernambuco, no quilômetro 41. Os interessados também poder fazer lances pela internet. Os veículos ficam exibidos no local das 8h às 16h.
De acordo com o Detran, parte dos veículos estão em condições de voltar às ruas, enquanto outra parte é considerada sucata e pode ser adquirida para reutilização de peças. O valor médio do lance inicial é de R$ 350, independente do tipo e condição do veículo. O dinheiro arrecadado no leilão é usado para pagar as dívidas dos veículos apreendidos. Caso o débito do veículo seja quitado e ele não seja arrematado durante o leilão, deverá voltar para o proprietário anterior.
Detalhes das normas, documentações exigidas e taxas de administração a serem pagas pelos arrematantes estão disponíveis no edital no site do Detran ou na sala da Comissão de Leilão, que fica na sede do órgão, no bairro da Iputinga, Zona Oeste do Recife. O escritório do Coliseum Leilões, na Avenida Barão de Bonito, 397, na Cidade Universitária, também disponibilizará o edital.
Além do valor da compra, o arrematante ficará responsável pelas despesas da taxas de licenciamento e bombeiros, Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT), e taxas de manutenção e conservação. O arrematante deverá pagar ainda pela taxa de transferência e emplacamento do veículo.

Carro à venda, fiat uno em ótimo estado de conservação






Fiat Uno à venda, bancos novos, excelente mecânica, motor enxuto, boa pintura, quatro portas, ano 2004, interessados ligar para - 87 9627 3946, Flores PE.

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Compartilhando - Neste sábado, no Rádio vamos receber lideranças políticas de Princesa Isabel, na pauta? Eleições


O Programa Agora é a Hora, deste sábado (1), reúne, pós-eleições, lideranças politicas da situação e oposição local, em uma análise dos últimos resultados das eleições no estado paraibano. Claro que 2016, entrou em pauta...evidente! 
Quem de fato foi o grande responsável pela vitória de Ricardo Coutinho (PSB), no município? O entendimento entre Aledson Moura (PSB) e Ricardo Pereira (PcdoB) com vistas pra 2016 vai existir?  E Dr. Rivaldo, que disputou uma vaga na Assembleia Legislativa que obteve nas urnas de Princesa Isabel, mais de 1800 votos, qual seu [Rivaldo] pensamento pra 2016?
Pacceli Mandú, líder tucano na Câmara de Vereadores também participa do programa! O Agora é a Hora, entrar no AR das 10h às 11h pela Rádio Princesa AM. Ouça pelo link: http://www.radioprincesa970.com/
No sábado, após o programa aqui no blog vídeos e entrevistas exclusivas com
: Aledson Moura (PSB), Ricardo Pereira (PcdoB), Dr.Rivaldo (PSOL) e Pacceli Mandú (PSDB). Até lá!
Postado por: Júnior Campos, Qui 30 de Outubro de 2014 14:08

Multas de trânsito vão subir até 900% a partir de sábado



A partir deste sábado, arriscar-se em ultrapassagens perigosas vai custar mais caro para motoristas que forem flagrados pela fiscalização. Nesta data entra em vigor a lei federal que altera o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Entre as onze mudanças no código, estão as que aumentam a multa para esse tipo de infração e ainda as que endurecem o valor imposto a motoristas que praticam rachas. Em 2013, foram registadas 285.889 infrações, em casos que sofrerão punição mais severa; este ano, elas já somam 233.077.
No caso de ultrapassagens em que se força uma manobra perigosa com veículo vindo em sentido contrário, o valor da penalidade aumenta mil por cento, de R$ 191,54 para R$ 1.915,40. A multa para quem ultrapassar pelo acostamento, hoje de R$ 127,69, passará a R$ 957,70, uma alta de 650%. E as ultrapassagens em local proibido sofrerão reajuste de 500%, indo dos atuais R$ 191,54 para R$ 957,70. A percentagem valerá ainda para infrações como ultrapassagem em subidas, curvas e locais sem visibilidade.
Os rachas, se terminarem em acidente com morte, poderão levar o culpado a passar de cinco a dez anos na prisão. Sem vítimas, se a prática for flagrada, pode terminar em pena de três anos de prisão para os motoristas, e em multa mais cara: dos R$ 574,62 atuais, passará para R$ 1.915,40. Caso haja vítimas não fatais, a pena prevista no código modificado é de seis anos de prisão.
De acordo com o Denatran, as infrações, além de passíveis de cobranças mais caras, são consideradas gravíssimas e valem a retirada de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação. A nova lei prevê ainda que ultrapassagens perigosas e rachas custem aos motoristas envolvidos 12 meses sem o direito de dirigir. Já se o culpado for reincidente, o valor da multa dobra.
Em nota, o Denatran afirmou que “o objetivo das mudanças é aumentar a segurança de motoristas e pedestres e das infraestruturas urbanas numa combinação de medidas que inclui a cooperação nacional, a partilha de boas práticas, a realização de estudos de investigação, a organização de campanhas de sensibilização e a adoção de regulamentação”. No texto, o órgão diz ainda que pretende “incentivar os motoristas a conduzirem os veículos de forma segura”.
A Polícia Rodoviária Federal informou que, como os pardais não conseguem detectar detalhes além de excesso de velocidade, a fiscalização será feita “onde houver presença de agente de trânsito ou aparelhos de videomonitoramento”.
MAU RESULTADO A LONGO PRAZO
Especialistas consultados pelo GLOBO, entretanto, questionam se a lei será cumprida a longo prazo. Concordam, entretanto, que a curto prazo, vai coibir os motoristas na prática de ultrapassagens e rachas.
— A história do Brasil demonstrou, em várias oportunidades, que esse agravamento das penalidades ataca os sintomas, e não ataca as causas — analisa o pesquisador da Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais responsável pelo Mapa da Violência no Trânsito, Julio Jacobo. — Todas as medidas e as proibições darão um resultado imediato, as taxas vão começar a cair, mas, em pouco tempo, vão aumentar de novo.
Para Jacobo, o agravamento das penas sem a melhoria das condições de fiscalização e campanhas educativas pelos órgãos competentes sinaliza uma transferência de responsabilidade total para os motoristas. Segundo ele, três grandes problemas acometem o sistema de trânsito no país: a falta de fiscalização adequada, a falta de educação no trânsito, e a falta de leis que sigam além das multas e não “responsabilizem só as vítimas” pelos acidentes.
— Não se regula só com multa. Regula-se com educação, com fiscalização, com leis em que o poder público assuma as responsabilidades — acrescentou.
O engenheiro Fernando Diniz, fundador da ONG Trânsito Amigo, disse concordar com o aumento das multas, e acredita que na “fase inicial”, a regra será respeitada.
— A sociedade pode ter todo e qualquer tipo de lei mais ampla e severa que seja, mas, se não houver uma mudança de comportamento de todos, não se conseguirá o cumprimento total da lei. As pessoas estão morrendo cada vez mais, estão se matando (no trânsito). Um exemplo: no primeiro momento, todo mundo usava o cinto de segurança para não levar multa, mas, depois, isso parou.
 
Copyright © 2013 - Desenvolvido por JVM Alberto Ribeiro